Categoria: Variedades

Objetivo para Curriculum Profissional: NOVOS EXEMPLOS!

Procurar emprego é sempre uma tarefa difícil e que requer muito cuidado, afinal de contas não basta ter atenção somente durante a entrevista de emprego, mas também no que antecede isso: o currículo.

Existem vários modelos de currículo com muitas maneiras de dizer a sua formação acadêmica, experiências e objetivos. Neste texto você irá entender mais sobre o objetivo para um currículo profissional, você verá novos exemplos de como escrever qual é o seu objetivo e com certeza você será chamado para a entrevista. Além disso, o currículo deve conter as habilidades do candidato, como cursos, habilidade de escrever em alfabeto lettering, experiências profissionais, etc.

Veja abaixo algumas explicações sobre o que pode e não pode ser escrito no Objetivo para Curriculum Profissional e também confira alguns exemplos para determinados empregos. Com certeza, com essas dicas você irá em um curto tempo de espaço arranjar aquela vaga tão sonhada.

Dicas de objetivo para curriculum profissional

No seu currículo você deverá colocar os seus dados particulares, como: nome, idade, endereço, CEP, telefone e muito mais. Além disso, também é necessário registrar a sua formação acadêmica, detalhando começo e fim de cursos, além das experiências profissionais passadas.

Mas, espere aí, será que não está faltando nada, não? Se você pensou em “objetivo”, então você já está dando um passo a frente. Isso porque, além dos seus dados particulares, formação e experiências ser extremamente importante para conquistar uma vaga de emprego, citar objetivos também é fundamental para escolher um candidato.

É no objetivo de seu currículo que você irá citar o que você pretende com o emprego desejado. O que muitas pessoas têm dúvidas é sobre o que colocar! Por isso, veja abaixo alguns bons exemplos para determinados empregos.

Mas, antes de qualquer coisa, é fundamental entender o que é o objetivo em um currículo:

Citar quais são os seus objetivos profissionais na empresa e na vaga que você deseja. Sempre é necessário citar o que você espera, mas somente do lado profissional. Seja sempre bem claro, simples e conciso.

Exemplos de Objetivo para Curriculum Profissional

  • Para vaga de vendedor em shopping: Atuar na área de vendas e lidar com o público, atendendo-os de forma exclusiva e com qualidade.
  • Para vaga de estágio em jornalismo: Estágio em jornalismo
  • Para vaga de secretário: Lidar com o atendimento ao público

Enfim, existem diversas formas de você esclarecer qual é o seu objetivo de acordo com a vaga. É sempre bom lembrar que você deve ser o mais breve e curto possível, mas escrever algo com conteúdo e que faça com que a pessoa que leia seu currículo se interesse por você e pelo seu perfil. Então, agora que você já sabe o que precisa fazer para alimentar seu “cartão de visitas”, que tal dar uma repaginada no objetivo?

Através da tabela INSS o trabalhador poderá consultar as alíquotas

O cidadão brasileiro precisa ficar atento a tabela INSS 2022, pois é através dela que o trabalhador poderá consultar as alíquotas (percentual de contribuição) que serão usadas nos cálculos da contribuição anual da previdência social. Neste post você terá acesso a tabela INSS 2022 atualizada e as informações sobre como consulta-la.

É importante lembrar que a contribuição para a Previdência Social varia de acordo com o salário do contribuinte!

tabela INSS, também é conhecida como tabela de contribuição mensal, já foi divulgada pela Previdência Social, confira a seguir os prazos e valores.

Do Que se Trata a Tabela INSS 2022?

Para atender bem cerca de 18,50 milhões de pensionistas aposentados e mais de 13 milhões de beneficiários cadastrados, foi adotada o método da tabela do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, pois só assim serão evitados tumultos e desorganizações causados pela grande quantidade de pessoas que não sabem quando devem ser atendidas.

Essas regras servem para facilitar a vida dos que dependem dos serviços da Previdência Social!

Alíquotas da Tabela INSS 2022

É importante lembrar que o trabalhador deverá ficar atento, pois as categorias de:

  • Empregado;
  • Empregado doméstico;
  • Trabalhador avulso.

Possuem faixas de contribuição distintas daquelas destinadas aos contribuintes individuais e facultativos.

Para mais informações sobre as alíquotas 2021 acesse o site da Previdência Social clicando aqui.

Para Onde vai o valor pago pelos beneficiários do INSS 2022?

O órgão responsável pelo recolhimento dos valores descontados do salário do trabalhador é o INSS. Este instituto é responsável não só pelo pagamento de aposentadorias e outros benefícios para contribuintes aposentados, mas também pelos eventuais problemas que venham acontecer ao trabalhador.

O INSS funciona também como um protetor das classes trabalhistas.

Confira quais os benefícios possuem os contribuintes INSS:

  • Décimo terceiro salário;
  • Reabilitação profissional;
  • Pensão por morte;
  • Salário-família;
  • Aposentadoria por tempo de serviço ou invalidez;
  • Salário maternidade;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio acidente.

Salário mínimo e alíquotas de contribuição do INSS 2022

Vale lembrar que as alíquotas não possuem um valor fixo por que são modificadas através do aumento do salário mínimo, ou seja, quanto maior for o aumento do salário nos anos posteriores à 2022, maiores serão as taxas das alíquotas.

Aos contribuintes das classes individuais e facultativas um lembrete muito importante: Como as contribuições feitas pelo carnê do INSS são referentes ao mês anterior.

No mês de janeiro, a contribuição pelo carnê do INSS continua com o valor do ano anterior, relacionado ao salário mínimo 2021, pois refere-se ao mês de dezembro. Sendo assim contribuição só será reajustada ao salário mínimo do ano de 2022 a partir do mês de Fevereiro.

Bolsonaro extinguiu seguro de acidentes de trânsito para “aborrecer” Luciano Bivar

Quem tem acompanhado as últimas notícias sobre o país, já deve ter se deparado com algumas matérias relacionadas a extinção do DPVAT. A medida inquietou a população brasileira, que ainda procurar os reais motivos desse corte. Quer entender as teorias por trás do cancelamento do DPVAT? Então leia o texto a seguir e se informe.

Quem estava confiante no seguro DPVAT 2022, se deparou recentemente com a notícia de extinção do mesmo. O decreto partiu do presidente Jair Bolsonaro, que já informou aos motoristas e proprietários de veículos que esse benefício não poderá ser acessado.

DPVAT é a sigla que corresponde ao seguro para Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres. Este seria um dos poucos seguros a beneficiar todas as pessoas que se envolvessem em um acidente de carro sem buscar um culpado para a ocorrência.

O DPVAT poderia indenizar por gastos médicos, danos pessoais e até por morte para os familiares da vítima. O valor máximo para a indenização era de R$13.500 para quem perdeu um parente em um acidente de trânsito.

Sendo um seguro obrigatório, a extinção do DPVAT surpreendeu muitos motoristas, principalmente aqueles que contavam com o DPVAT SP 2022, afinal São Paulo já foi classificada algumas vezes como uma das cidades com mais registros de acidente pelo Detran.

Mas o que poderia justificar uma medida tão drástica?

Bem, há especialistas da economia que defendem a medida como uma opção de corte de verbas. De acordo com os simpatizantes, o Governo gasta bilhões dos cofres públicos para cobrir os danos causados pelos acidentes.

Além desse percentual de indenizações gerados pelo DPVAT, o mesmo é dito sobre o uso do Sistema Único de Saúde (SUS), responsável por prestar o devido atendimento a essas vítimas. A expectativa é que a suspensão atinja economicamente o SUS, já que a verba destinada ao DPVAT foi suspensa.

Mas há também profissionais da área da economia que criticam o fim do DPVAT, alegando que o Presidente Jair Bolsonaro anunciou a medida somente para “aborrecer” Luciano Bivar, presidente do PSL.

Na verdade, os dois líderes vêm se desentendendo há algum tempo, desde que formularam um contrato que redigia a paz entre o Partido Social Liberal (PSL) e os princípios de Bolsonaro. O problema foi que o atual Presidente queria modificar e incitar muitas cláusulas, o que levou Bivar a dizer “não” e começar um conflito silencioso.

E o que isso tem a ver com o fim do DPVAT?

O Presidente do PSL, Luciano Bivar, é também o dono da Seguradora Líder, responsável pelo funcionamento do DPVAT e por isso, muitas pessoas defendem o fim do seguro obrigatório como uma medida fundada em interesses pessoais de Jair Bolsonaro.

4 Motivos para você começar a investir agora mesmo

Alcançar a estabilidade financeira é o objetivo de muitas pessoas, e para quem já conseguiu juntar uma grana, é importante mencionar que nunca é tarde para começar a investir. Se você ainda não possui uma educação financeira adequada e quer entender como este processo funciona, veja a seguir 4 motivos para você começar a investir agora mesmo.

Garanta uma poupança para a sua aposentadoria

Nunca é tarde para começar a investir seu dinheiro, entretanto, quem investe a longo prazo tem mais possibilidade de ter sucesso neste ponto. É importante unificar o investimento com a aposentadoria como benefício, para mais informações confira o INSS 2021.

Garantir que você tenha uma estabilidade financeira durante a sua aposentadoria é fundamental, isto é claro além da aposentadoria habitual do INSS. Se você não sabe quantas contribuições faltam para se aposentar, não deixe de consultar o extrato INSS e ficar ciente da sua situação!

Deixe seu dinheiro trabalhar

Para quem acha que é preciso dominar várias áreas de exatas para conseguir investir, vale lembrar que o investimento é a forma mais fácil de fazer o seu dinheiro render.

Quando você aplica as suas finanças o seu dinheiro trabalha e passa a lhe render um bom valor, com expectativa de crescimento. É provável que você note pouco lucro inicial, mas à medida que o dinheiro for crescendo, o retorno será maior.

Conquiste suas metas financeiras

Com certeza você já fez diversos planos para a sua vida, o problema é que para a maioria deles se realizarem você precisa de dinheiro. Com o investimento, você poderá aumentar o seu patrimônio e alcançar a suas metas financeiras.

Estabeleça valores para alcançar e acompanhe todo o crescimento mensalmente. Você pode pedir ajuda ao gerente do seu banco caso tenha maiores dúvidas. Não se preocupe em errar! Este é um risco que pode ser bem estudado.

Trabalhe contra a inflação

A inflação é imprevisível e por isso, é um dos maiores inimigos da economia. Quem investe, tem maior possibilidade de trabalhar contra a inflação, isto porque saberá quando o seu dinheiro estará valendo mais. É muito importante saber quando e como investir.

Você deverá trabalhar contra a desvalorização do seu dinheiro. A inflação, por exemplo, deixa o mercado instável e pode fazer com que o tempo torne o seu dinheiro menos viável. Por isso, estar preparado para investir contra a inflação é fundamental. Observe o mercado e se preciso, contrate uma pessoa para ajudar você a aplicar suas finanças corretamente.

Oportunidade de estudos a membros de programas sociais do Governo

Para quem quer e precisa estudar, aprender coisas novas, se atualizar e melhorara as chances de conseguir trabalho em Pindamonhangaba, essa é a hora. Os cursos são totalmente grátis e essa é uma chance que não deve ser desperdiçada, pois há áreas para jovens a partir de 16 anos com ensino fundamental e adultos a partir de 18 anos para outros segmentos incluindo técnico.

Começando pelo PRONATEC, a Prefeitura Municipal formou parceria com o Governo para oferecer cursos para formar profissionais nas seguintes áreas; de agentes de inspeção, instalação predial de baixa tensão, eletricista, moldadores de plásticos.

A prioridade é para pessoas membros de famílias que recebem algum benefício do Governo como Bolsa Família, mas os inscritos em outros programas também podem participar, sendo que por ser uma parceria da Prefeitura com o PRONATEC, os cursos são voltados para moradores da cidade.

Os interessados devem comparecer ao Centro Integrado de assistência Social Municipal para se inscrever munidos de documentos. Essa oportunidade de fazer a matrícula presencialmente é uma iniciativa importante para as pessoas que não possuem internet ou que não estejam familiarizadas, pois de um modo geral, a maioria das oportunidades, tanto para cursos como vagas de emprego, atualmente são disponibilizadas em serviços online, mas essa não é uma realidade para toda a população e muitos acabam por não conseguir.

Saiba a quantidade de vagas oferecidas para cada curso.

  • Modelador de plástico – 32 vagas.
  • Agente de inspeção de qualidade – 32 vagas.
  • Eletricista para instalação predial de baixa qualidade – 48 vagas.
  • Pedreiro – 12 vagas.

De início pode não parecer muito grande o número de vagas por área, mesmo assim, compareça para maiores informações e saber se há novidades quanto ao aumento das vagas ou possíveis desistências. Boa sorte!

Quem pode fazer um curso gratuito no SENAI?

O SENAI é uma instituição muito valorizada em questão de qualidade de profissionalização, por isso, há uma grande quantidade de jovens e adultos que desejam realizar um curso em uma das unidades. Anualmente, o SENAI lança uma oferta de bolsas gratuitas, mas como saber quem tem direito a concorrer a uma destas vagas?

Se você quer saber se pode concorrer a um curso gratuito SENAI e como funciona a distribuição e bolsas, continue lendo e descubra a seguir:

Os Cursos

Os cursos do sistema S, como o SENAI e o SENAC são muito visados por sua capacitação de qualidade em um curto período de tempo. As unidades do sistema S estão espalhadas por todo país, basta você acessar a oferta do seu estado. Para quem quer ingressar no SENAC, é importante conferir as informações da sua região, veja a lista abaixo:

  • SENAC São Paulo
  • SENAC Rio de Janeiro
  • SENAC Minas Gerais
  • SENAC Pernambuco
  • SENAC Bahia
  • SENAC Ceara
  • SENAC Distrito Federal
  • SENAC ES
  • SENAC Paraná
  • SENAC Rio grande do Sul
  • SENAC Santa Catarina
  • SENAC Maranhão
  • SENAC Amapá

Com um certificado de uma destas instituições de ensino, o seu currículo estará muito valorizado. Sem contar que você pode estudar nas modalidades presencial, semipresencial e ensino à distância (EAD).

Quem pode fazer um curso gratuito no SENAI?

Você pode ingressar no SENAI através de programas de incentivo como o PRONATEC e o SISUTEC que distribuem as bolsas de estudo. Cada um deles tem seus próprios requisitos, então é importante conferir em qual situação você se encaixa.

Podem se inscrever através do PRONATEC:

  • Alunos do Ensino Médio da rede pública;
  • Alunos do Ensino Médio da rede particular na condição de bolsista integral;
  • Alunos do EJA;
  • Pessoas que se utilizem de programas de transferência de renda, tal como o Bolsa Família.

O cadastro Bolsa Família é simples, você precisa apenas se dirigir ao cadastro único do seu município.

Para se inscrever através do SISUTEC, é preciso:

  • Ter realizado a versão mais recente do ENEM
  • Ter atingido, no mínimo, 450 pontos nas áreas;
  • Não ter zerado a redação do ENEM;
  • Não estar matriculado em outro curso;
  • Ser aluno concluinte do Ensino Médio em escola pública;
  • Ser aluno concluinte do Ensino Médio na rede particular na condição de bolsista integral.

Como concorrer se inscrever?

Para se inscrever é preciso acessar os sites oficias dos programas no período em que as vagas são lançadas. Tenha em mãos seus documentos para preencher os dados online e visualizar a oferta de cursos para a sua região.

Quando concluir o seu cadastro, você será candidato à uma das vagas e deve ficar atento ao lançamento do resultado. É importante garantir que você preencha os requisitos de cada programa. Verifique a oferta para a sua cidade e se inscreva!

Como conseguir uma bolsa de estudo em medicina pelo FIES?

Quem participou ou vai participar do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) provavelmente já está de olho nas oportunidades e nas bolsas de estudo oferecidas.

Se você optou por fazer medicina, um dos cursos mais concorridos do mercado, já precisa estar ciente das opções de ingresso na universidade, como o FIES. Ainda não sabe como fazer ou quanto precisa tirar? Calma! Leia o texto a seguir e entenda tudo.

Como funciona o FIES?

O FIES corresponde ao Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior e como o próprio nome já diz, o seu principal objetivo é facilitar o acesso à universidade para os brasileiros que não podem arcar integralmente com os custos.

O programa está em vigor há um tempo e já padronizou a forma de ingresso em instituições de ensino. É importante ressaltar que o FIES é totalmente voltado para a distribuição de vagas na rede privada de ensino e funciona em parceria com estas instituições.

Para conseguir a sua vaga no FIES 2021 é necessário superar a nota de corte do seu curso. Esta nota é gerada a partir da quantidade de vagas ofertadas pelo programa e pela nota mínima da última pessoa a se candidatar para aquela vaga.

Quanto preciso para cursar medicina?

E para o curso de medicina, quanto preciso tirar?

Como você já sabe, medicina é um dos cursos mais concorridos do mercado, por isso a sua nota vai ter que ser correspondente. A nota de corte de cada versão do Enem só é divulgada após as notas, pois assim os dados são pontuados.

Vale ressaltar ainda que as notas de corte FIES 2021 são diferentes para cada região, assim como para cada curso. Mesmo que você não saiba quanto será a nota de corte do FIES,  é possível ter uma base de quanto você precisa tirar observando as médias anteriores. Confira abaixo:

  • Nota de corte média em todo Brasil: 747.04
  • Maior nota de corte em todo Brasil: 775.74
  • Menor nota de corte: 592.80

Minha nota foi baixa, e agora?

Se você não conseguiu atingir a nota de corte para medicina, não se preocupe! Ainda existem algumas opções para você e uma delas é o FIES segunda entrada, que ocorre no começo do segundo semestre do ano.

Você pode se inscrever com a mesma nota tanto para o FIES segunda entrada quanto para o Sisu, programa de distribuição de vagas para a rede pública de ensino.

Uma outra opção é aplicar a sua nota para o Fies, programa de financiamento estudantil. Assim, você começar a fazer o seu curso pagando um valor trimestral simbólico!

Não Passei no Prouni: O que fazer? Veja alternativas!

Quando o estudante participa do Exame Nacional do Ensino Médio, ele pode usar a pontuação gerada para se inscrever no Sisu e no Prouni, respectivamente responsáveis pelas vagas no ensino público e privado.

Mas vale lembrar, que as vagas ofertadas são muito concorridas e por isso, vale a pena conferir outras alternativas. Se você não passou no Prouni e não sabe o que fazer, não se desespere! Veja a seguir alternativas que podem ajudar você.

Prouni

Depois de participar do Enem e visualizar o seu resultado, é necessário realizar o Prouni inscrições. O programa distribui bolsas de estudo parciais e integrais nas mais diversas instituições privadas do país. Entretanto, esta inciativa tem ficado cada vez mais concorrida.

Se após o resultado Prouni você descobrir que a sua nota não foi superior a nota de corte do seu curso, não se desespere! Você ainda pode concorrer com esta nota.

Isto porque, o programa dispõe de uma segunda entrada, destinada às vagas que não foram preenchidas ou ficaram disponíveis durante o começo do ano. Para participar do Prouni 2 semestre, você deve acessa a plataforma no meio do ano e realizar o mesmo procedimento, candidatando a sua nota às bolsas disponíveis.

Quero Bolsa

Para quem não conseguiu entrar na faculdade nem na primeira e nem na segunda entrada do Prouni, uma alternativa diferenciada que pode garantir a sua formação profissional é o Quero Bolsa.

A iniciativa é gerenciada através de uma plataforma digital e para começar a cursar a formação dos seus sonhos, basta acessar o site e aplicar para uma das muitas bolsas oferecidas.

Diversos estudantes já conquistaram o seu diploma em diferentes áreas do mercado e você pode ser o próximo! Acesse o site e confira as oportunidades para você.

Educa Mais Brasil

Uma opção semelhante que também pode ser utilizada para começar o seu curso com um custo reduzido, é o Educa Mais Brasil. O programa distribui bolsas de até 70% de desconto nas melhores instituições privadas do país.

Quem quer garantir a sua bolsa, deve acessar o site para verificar as ofertas disponíveis para cada região. Vale lembrar que você pode usar o recurso para muitas modalidades de ensino.

Fies

O FIES é um programa de financiamento estudantil, que visa custear as mensalidades do curso com as taxas de juros mais baratas do mercado. A inciativa é gerenciada pelo MEC e pelo Governo Federal.

Para participar, é necessário verificar os requisitos do programa e realizar a sua inscrição. Se aprovado, você poderá fechar contrato utilizando o FIES e começar o seu curso!

7 Dicas para iniciar o curso superior mesmo sem dinheiro!

Fazer um curso superior no Brasil significa ser aprovado em um vestibular para universidade pública ou pagar pelos estudos. Os valores não são dos mais baixos. Mas a boa notícia é que é possível iniciar um curso superior no Brasil sem pagar nada ou bem pouco. Saiba mais!

Dicas para iniciar o curso superior mesmo sem dinheiro!

Não ter dinheiro não significa não ter diploma. Ao menos não atualmente porque existem muitos bons programas sociais voltados para ajudar estudantes na jornada do ensino superior.

Para quem quer começar nos estudos e não sabe como pagar, reunimos 7 dicas importantes e que pode valer a pena aprofundar o conhecimento.

1 – Tente o FIES

O Financiamento Estudantil, conhecido pela sua sigla FIES, é um programa do governo federal de financiamento de todo ensino superior. O aluno de baixa renda deve ser candidatar no portal do site e concorrer a uma vaga no financiamento.

O diferencial do FIES é que ele financia para quem não tem renda comprovada, mas é preciso ter um fiador. Matrículas e mensalidades são somadas a juros baixos e devem ser pagas apenas após o término do curso.

2 – Faça a inscrição no Educa Mais Brasil

O programa Educa Mais Brasil é uma parceria entre faculdades em empresas privadas. Os alunos que se inscreverem no site podem concorrer a bolsas de até 75% do valor da mensalidade.

Não existe bolsa 100%, mas o percentual de desconto é bem significativo para algumas mensalidades como as licenciaturas e cursos de baixo valor. Para concorrer não é preciso pagar nada para se inscrever e a avaliação da disponibilidade da bolsa já sai na hora pelo site do programa.

3 – Concorra a bolsas de estudo nas instituições

Faculdades e universidades privadas costumo acertar bolsas de estudo para alunos exemplares. Procure por instituições de ensino do seu interesse e verifique qual os critérios para concorrer a tais bolsas.

Podem ser notas boas no ensino médio ou ter uma pesquisa já desenvolvida. Não vale a pena tentar e não paga nada.

4 – Faça a prova do Enem

A prova do Exame Nacional do Ensino Médio substitui o vestibular em diversas instituições de ensino superior. Também é pré-requisito para conseguir o FIES, ProUni e muitas bolsas de estudo disponíveis no mercado. O Enem é anual e aluno concluinte de escola pública ou bolsista não paga.

5 – Faça a inscrição no ProUni

O Programa Universidade para Todos foi criado pelo Ministério da Educação. Ele seleciona todos os anos estudantes do ensino médio para ganhar uma bolsa de estudo integral ou parcial em instituição privada. o aluno deve escolher entre dois cursos e pode ser selecionado para bolsas de 50, 75 ou 100%.

6 – Tente uma vaga de emprego na faculdade ou universidade

Muitas instituições de ensino privilegiam bolsas de estudo para funcionários. Você pode não ganhar a sua bolsa de pronto. Mas de depois alguns meses como funcionário pode tentar o vestibular e fazer uso de sua gratuidade.

7 – Fique ligado em bolsas assistenciais de empresas

Grandes empresas costumam ajudar o setor de educação do país. Elas podem fornecer bolsas de estudos para estudantes de baixa renda com programa próprio de seleção. É só ficar ligado nas notícias em sites ou em sites de empresas.

O que pode eliminar participantes de provas?

Para quem perdeu as inscrições do Enem ou ainda não estava no momento certo, nunca é cedo para pensar no próximo. Agora entenda Enem 2022 inscrições, Sisu, Prouni e Fies!

O Exame Nacional do Ensino Médio, conhecido como Enem, é uma prova a qual o seu resultado é um passe de entrada para uma graduação.

Muitos jovens passam horas no dia, por semanas, finais de semanas e feriados se dedicando ao estudo para uma boa nota na prova.

É importante começar a se preparar o quanto antes para o exame, para que consiga ficar tranquilo e obter um bom resultado. É claro que durante os estudos e preparações muitas dúvidas vão surgindo, e é sobre algumas delas que falaremos neste texto.

Neste artigo você entenderá mais sobre as inscrições para o Enem 2020, sobre o Sisu, Prouni e o Fies. Veja nos tópicos a seguir…

Como funcionam as inscrições do Enem?

A previsão para as inscrições do Enem 2020 é para a segunda semana de maio, pelo dia 8 ou 9. Ela dura vários dias, mas depois de passado o prazo só poderá se inscrever de novo no ano seguinte.

Para se inscrever é só acessar o site e entrar no portal do aluno. Ali você irá cadastrar seus dados, colocando documentos, endereço, escola que estudou e respondendo perguntas sobre sua família e sua renda.

Para a inscrição ser confirmada ainda será necessário pagar uma taxa ou pedir a isenção no prazo determinado. Em 2018 por exemplo, o prazo para solicitação de isenção de taxa foi de 2 até 15 de abril.

O que é e como funciona o Sisu?

O Sisu, Sistema de Seleção Unificada, é um programa virtual gerenciado pelo Ministério da Educação, no qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio.

Dentro dele você poderá concorrer para vagas em ampla concorrência, para estudantes de escolas públicas, deficientes, indígenas, negros ou pessoas de baixa renda. Tudo deverá ser devidamente comprovado no momento da matrícula.

O que é e como funciona o Prouni?

O Prouni, Programa Universidade Para Todos, é um programa onde são disponibilizadas bolsas de estudos em instituições privadas através do programa matrícula fácil. As bolsas podem ser parciais de 50% ou integrais de 100%.

Para concorrer é preciso ter feito o ensino médio em escola pública ou em particular com bolsa integral.

Para a bolsa integral a família pode ter a renda de apenas um salário mínimo e meio per capita, por pessoa. Para bolsa parcial a família pode receber mensalmente até 3 salários mínimos por pessoa.

Além disso é preciso ter tirado acima de 450 em todas as matérias do Enem e acima de zero na redação.

O que é e como funciona o Fies?

Fies, Fundo de Financiamento Estudantil, é um programa do governo que financia o ensino superior. Você paga o financiamento somente depois de se formar, dependendo da renda pode conseguir sem juros.

Também é necessário atingir a nota mínima de 450 pontos nas questões e acima de zero na redação.

Veja como baixar apostilas para preparar para provas do Educa Mais Brasil no Ensino Fundamental 2022.

Agora que você já sabe o essencial para participar do Enem 2020, cuide bem os prazos e foque bastante. Você não vai querer perder a chance de entrar na faculdade, não é mesmo?